Introdução ao VRML


Autor/fonte: Márcio Serrolli Pinho e Cláudio Kirner



Digg del.icio.us

Premissas

VRML é muito fácil!

Elementos básicos

Os arquivos contendo mundos devem ser armazenados com a extensão "wrl". A estrutura destes arquivos é:

1. A primeira linha deve conter #VRML V2.0 utf8 Depois de "utf8" podem acrescentar-se comentários arbitrariamente;
2. Todo comentário subseqüente deve ser precedido pelo caracter #.

Qualquer editor de texto serve aos propósitos de criação de mundos virtuais. Mais adiante serão vistos alguns editores de mundos que trabalham com o paradigma visual de criação.

Tal como foi enunciado acima, a criação de objetos em VRML é tarefa extremamente simples. O difícil é propor, administrar e construir uma aplicação interessante.




Enviado por xKuRt em 26/09/2006 às 13:57


Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Terça, 23 de Setembro de 2014




Top 5 membros

Últimos membros online

  • 1em 23/09 às 12:52
  • xKuRtem 22/09 às 07:14
  • nobioem 18/09 às 22:31

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
V-Ray para Google Sketchup 8


Capa do livro
Princípios de análise e projeto de sistemas UML: Um guia prático para modelagem de sistemas


Capa do livro
HTML 5 - A Linguagem de Marcação que Revolucionou a Web





Hostnet

IMD