Congresso promulga PEC do Comércio Eletrônico


Autor/fonte: Agência Brasil
Tags: [ brasil ] [ e-commerce ]



Digg del.icio.us

Um dia após a aprovação da chamada PEC do Comercio Eletrônico no plenário do Senado, uma sessão solene do Congresso Nacional promulgou hoje (16) a norma (EC 87/15). O texto fixa novas regras para a incidência do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas operações de venda de produtos pela internet ou por telefone.

A norma estabelece que os estados de destino da mercadoria ou serviço adquirido terão direito a uma parte maior do ICMS, caso o consumidor final seja pessoa física. Isso beneficia estados que não produzem, mas consomem mercadorias, como os do Nordeste.

A proposta torna gradual a alteração nas alíquotas, atribuindo aos estados de destino 100% da diferença de alíquotas somente em 2019. Até lá, a regra de transição será a seguinte: 20% para o destino e 80% para a origem (2015); 40% para o destino e 60% para a origem (2016); 60% para o destino e 40% para a origem (2017); e 80% para o destino e 20% para a origem (2018).

"A aprovação unânime da emenda constitucional promulgada hoje demostra a importância da medida para todo país. Ela corrigirá uma grave distorção tributária, que privilegiava estados mais abastados, em detrimento de outros de economia mais frágil", disse o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Ele destacou que a medida revela o amadurecimento do Congresso Nacional, que sabe reconhecer medidas que beneficiarão todos os brasileiros, além de significar um passo para o fim da guerra fiscal entre os estados.

"O ato estabelece um novo marco na politica do ICMS no país. A chamada PEC dos Eletrônicos amplia a possibilidade de termos um estado simétrico. Hoje, temos uma realidade em que vigora uma assimetria. É dentro desse sentimento que podemos apontar para um pacto federativo. A assimetria vigente impõe aos estados mais pobres aguçar adversidades", avaliou o vice-presidente da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA).




Enviado por xKuRt em 16/04/2015 às 13:19


Itens relacionados

Operadora terá de identificar autor de ligação a cobrar
ANATEL aprova revisão de regras sobre compartilhamento de redes
Torcedores relatam falhas no acesso à internet e telefonia na abertura da Copa das Confederações
Especialistas querem oferecer Internet banda larga gratuita para quem não pode pagar
Pequenas empresas brasileiras de tecnologia da informação buscam parcerias no exterior
Internet mundial poderá ser influenciada pela proposta brasileira, diz Icann
Brasil deleta mais de 160 mil links e arquivos piratas da internet em 2008
TV digital poderá gerar 25 mil empregos diretos em 10 anos, prevê NEC
Países da região Amazônica recebem do Brasil laptops com programa de monitoramento florestal
IDC: serviços de rede devem gerar receita de R$ 2 bilhões em 2011

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Domingo, 23 de Abril de 2017




Leitura recomendada

O Melhor do PHP

Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Excel Avançado


Capa do livro
SQL, PL/SQL, SQL*PLus - Manual de Referência Completo e Objetivo


Capa do livro
Fundamentos de Informática - Geometria Analítica para Computação





Hostnet

IMD