Chip para celular 3G paga contas e passe de metrô


Autor/fonte: Folha Online
E-mail/Url: http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u356228.shtml
Tags: [ celulares ] [ 3g ]



Digg del.icio.us

18/12/2007 - 18h47

Para que faça sentido ter um celular com rede 3G e pagar pelos serviços, é importante ter onde guardar vídeos e músicas.

Uma novidade apresentada na GSM Americas 2007 é o chip de celular, ou cartão SIM, cuja capacidade de armazenamento é na ordem de Mbytes. Atualmente, o chip com maior espaço permite 512 Kbytes, segundo informações da Incard, que fabrica os componentes.

"Com a entrada do 3G, o usuário passa a querer armazenar mais músicas, fotos e vídeos. Assim, você muda o chip de aparelho e leva seus dados juntos", detalha Jairo Lima, coordenador de projetos da Incard do Brasil. O dispositivo apresentado no Brasil ainda não é usado em nenhum país do mundo, segundo Lima.

Outra forma de armazenamento em celulares, já existente, é o cartão microSD, compatível com a maioria dos telefones mais sofisticados e cuja capacidade chega a até 8 Gbytes.

O mesmo tipo de cartão pode ser usado no transporte público (como há no metrô de Paris) e nas contas bancárias (já usado nos EUA). Os sistemas lêem o chip, e o usuário não precisa digitar nada -como com os cartões de transportes no Brasil.

Ainda não há planos de adaptar os bilhetes eletrônicos nacionais aos celulares, diz Alex Zério, gerente técnico da Oberthur, que oferece esse tipo de cartão. "Os sistemas usados pelas prefeituras são fechados e (a adaptação) envolveria negociação como os desenvolvedores."




Enviado por xKuRt em 02/01/2008 às 07:03


Itens relacionados

Operadoras tiram VoIP do celular
Australianos têm dependência do celular, aponta estudo
Venda de vídeos pelo celular vai gerar US$ 125 bilhões em 2010
Itália proíbe celulares em escolas do país
Tecnologia 3G permite videoconferência e banda larga
EUA fazem apelo pela reciclagem dos celulares
Brasil tem 265,7 milhões de celulares ativados, segundo Anatel
Celular e Internet reforçam laços familiares, diz estudo
Brasil tem 183,7 milhões de assinaturas de celulares
Alto preço de celulares segura avanço da TV móvel

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Quarta, 01 de Julho de 2015




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Adobe Flex 4: Treinamento Direto da Fonte


Capa do livro
Crimes Cibernéticos: Ameaças e Procedimentos de Investigação


Capa do livro
O Melhor do PHP





Hostnet

IMD