Facebook apresenta nova plataforma para anúncios online em redes sociais


Autor/fonte: IDG Now!
E-mail/Url: http://idgnow.uol.com.br/internet/2007/11/07/idgnoticia.2007-11-07.585...
Tags: [ facebook ]



Digg del.icio.us

07 de novembro de 2007 às 09h36

O Facebook apresentou seu plano para melhorar as receitas com publicidade online, agora que tem o desafio de viver avaliado em 15 bilhões de dólares, depois que a Microsoft comprou 1,6% de suas operações.

Com faturamento estimado em 150 milhões de dólares para 2007, o Facebook precisa fazer um melhor trabalho de distribuição de publicidade em sua rede social, que conta com 50 milhões de pessoas.

O programa de publicidade do Facebook, que conta com o apoio de 60 anunciantes, entre eles Blockbuster, Coca-Cola e Verizon Wireless, tem três componentes principais.

Primeiro, os clientes podem criar perfis no Facebook, como as pessoas fazem. Segundo, a ferramenta SocialAds vai permitir que as pessoas compartilhem informações publicitárias. E, por fim, a rede de relacionamento vai prover informações sobre as ações das pessoas por meio de uma interface aos anunciantes.

Um dos motivos do crescimento explosivo do Facebook, que passou de 12 milhões de pessoas de sua rede de relacionamento, em dezembro do ano passado, para 50 milhões, em novembro de 2007, foi sua decisáo de abrir plataforma para desenvolvedores.

Com isso, conseguiu o desenvolvimento de mais de 7 mil aplicações que podem ser usadas na rede de relacionamento, desde maio deste ano, quando anunciou a iniciativa.

O Google, que é dono da rede social Orkut, no entanto, anunciou na semana passada, uma estratégia para neutralizar o crescimento do Facebook com o seu programa OpenSocial.

Com o OpenSocial, os desenvolvedores podem desenvolver aplicações para várias redes de relacionamento, incluindo a maior delas, o MySpace. Até agora, só o Facebook não aderiu ao programa do Google.




Enviado por xKuRt em 07/11/2007 às 16:50


Itens relacionados

Filme contará história do Facebook
Aos 24, brasileiro ajudou a fundar o Instagram, comprado pelo Facebook
Com participação no Facebook, Microsoft cresce para fora dos Estados Unidos
"Nosso maior erro foi apostar em HTML 5", diz Zuckerberg
Facebook ofereceu US$ 500 milhões pelo Twitter
Google e Facebook brigam por Internet mais inteligente
Brasileiro cofundador do Facebook leva vida boêmia em Singapura
Facebook desembarca na China
Facebook abre aplicações da rede social para uso em sites externos
Zuckerberg, do Facebook, diz que celulares são prioridade

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Terça, 02 de Setembro de 2014




Leitura recomendada

Vba- Guia De Referencia

Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Acionamentos Elétricos


Capa do livro
Windows Server 2008 - Guia Completo


Capa do livro
Use a Cabeça! Web Design





Hostnet

IMD