Login
Username:

Password:

Remember me



Lost Password?

Register now!
Menu do site
Enquete
Você já investiu no mercado de ações?
Sim 7%
Ainda não 22%
Tenho interesse, mas não tenho conhecimento 70%
Não tenho interesse 0%
Usuários online
140 user(s) are online (6 user(s) are browsing Artigos e notícias)

Members: 0
Guests: 140

more...
Últimos membros
TMcdaniel 2014/11/1
CRico 2014/11/1
LMullings 2014/11/1
harvardme 2014/11/1
MMarrufo 2014/11/1

TGA : Teoria dos Dois Fatores de Herzberg
on 28/03/2008 14:25:40 Artigos e notcias enviados pelo mesmo usurio
TGA

Frederick Herzberg, psicólogo, consultor e professor universitário americano, como base de sua teoria, afirma que o comportamento humano no trabalho é orientado por dois grupos de fatores, a saber: Os Higiênicos e os...

Frederick Herzberg, psicólogo, consultor e professor universitário americano, como base de sua teoria, afirma que o comportamento humano no trabalho é orientado por dois grupos de fatores, a saber: Os Higiênicos e os Motivacionais.

Fatores Higiênicos (extrínsecos) são aqueles definidos pelo contexto que envolve o empregado e que fogem ao seu controle. São exemplos deles:

* Salários e benefícios;
* Tipo de chefia;
* Políticas e diretrizes organizacionais.

O pensamento anterior considerava o trabalho como algo desagradável, demandando estímulos materiais (positivos) para a sua realização ou, por outro lado, punições (negativos) pela não-realização.

Contudo, quando os fatores higiênicos são ótimos, apenas evitam a insatisfação, não elevando a satisfação ou, se a elevam, não a mantém continuadamente. Por outro lado, quando são péssimos, provocam a insatisfação. Devido a isso, são caracterizados como Fatores Insatisfacientes.

Fatores Motivacionais (intrínsecos) são aqueles relacionados ao cargo e a natureza da tarefa desempenhada, sendo portanto, controlável pelo indivíduo e que devem levar ao reconhecimento e à valorização profissional, culminando com a auto-realização.

Estes fatores (profundos e estáveis), quando ótimos, levam à satisfação, mas quando precários, bloqueiam a satisfação, o que os caracteriza como Fatores Satisfacientes.

Em suma, os pressupostos de Herzberg são:

Relação inexistente

Os Fatores Satisfacientes não levam à situação inversa daquela determinada pelos Fatores Insatisfacientes e vice-versa.

Herzberg propõe o enriquecimento de tarefas como elemento para se alcançar a satisfação no cargo. Este enriquecimento pode ser tanto vertical (aumento do grau de dificuldade do trabalho) ou lateral (diversificação de atribuições).

Cabem críticas quanto à tensão gerada pelo efeito vertical e ao possível sentimento de exploração que pode surgir do efeito lateral.

Contudo, o sucesso na implementação de ações dessa natureza dependerá das particularidades de cada organização e das pessoas que dela fizerem parte.

Os estudos de Heizberg, a exemplo de Maslow, a quem suas idéias vão totalmente ao encontro, também não obtiveram comprovação, ainda que tenham sido de grande valia para o desenvolvimento de técnicas para a administração comportamental.

NUTEP
http://nutep.adm.ufrgs.br/adp/tcomportamental.html

Avaliação: 7.00 (4 votos) - Avaliar -


Outros artigos e notícias
04/05/2009 11:57:40 - A cultura organizacional no cenário competitivo
04/05/2009 11:54:23 - Reavaliando o papel do estágio
04/05/2009 11:52:34 - Integração admissional é diferencial competitivo
09/12/2008 14:43:44 - Dúvidas de mídia
09/12/2008 14:38:06 - Por que e como divulgar minha empresa?
09/12/2008 14:35:29 - Onde investir mais de R$ 100 mil
09/12/2008 14:34:10 - Onde investir de R$ 50 mil a R$ 100 mil
09/12/2008 14:33:04 - Onde investir de R$ 10 mil a R$ 50 mil
09/12/2008 14:31:31 - Onde investir até R$ 10 mil
22/07/2008 18:09:48 - Como suportar a pressão organizacional?

Busca interna
Últimos artigos e notícias
Indicadores econômicos

Copyleft © 2006-2009 Portal do Administrador. Powered by XOOPS 2.2.3 Final © 2001-2006 The XOOPS Project
Page Load Statistics: 0 Seconds | 12 Queries
Theme by MyWebResource