Iluminação por LED para residências chega ao mercado brasileiro no segundo semestre


Autor/fonte: UOL
E-mail/Url: http://wnews.uol.com.br/site/noticias/materia.php?id_secao=4&id_conteu...
Tags: [ tecnologia ]



Digg del.icio.us

30/07/2007 - 09:00

Os brasileiros poderão optar por iluminar suas casas com LED até o final deste ano. Segundo o Presidente da Philips para a América Latina, Paulo Zottolo, a empresa deve expandir a vende de produtos com a tecnologia para consumidores finais ainda esse ano. “Por enquanto oferecemos iluminação em LED somente para indústria e comércio, mas ainda em 2007 teremos produtos para o brasileiro levar pra casa e ligar na tomada”.

Um dos obstáculos para fornecer o LED para o consumidor final é o preço. “Realmente é uma tecnologia ainda muito cara, mas acreditamos que com o aumento da demanda ganharemos em escala e assim ela se tornará mais acessível”, prevê o executivo. Além disso, ele alega que as lâmpadas em LED são mais econômicas, menos poluentes e mais duráveis. “Elas consomem menos energia e chegam a durar cerca de 10 anos”.

Com a aposta na iluminação por LED o presidente da Philips prevê que a companhia pare de produzir lâmpadas incandescentes em aproximadamente oito anos. “Esperamos um crescimento de 15% na divisão de LEDs no Brasil esse ano”, antecipa Zottolo.

Tecnologia LED

O LED (Light Emitting Diode), em português, Diodo Emissor de Luz é o mesmo que um diodo semicondutor (junção P-N) que, ao receber energia, emite luz visível. O processo de emissão de luz pela aplicação de uma fonte elétrica de energia é chamado eletroluminescência. Em qualquer junção P-N polarizada diretamente, dentro da estrutura, próximo à junção, ocorrem recombinações de lacunas e elétrons. Essa recombinação exige que a energia possuída por esse elétron, que até então era livre, seja liberada, o que ocorre na forma de calor ou fótons de luz.

Em 2002 engenheiros da empresa de eletroeletrônicos GE desenvolveram um LED que emite luz branca estável. Como se baseia em um único tipo de molécula, os pesquisadores já apostavam naquela época que o novo LED poderia ser produzido em escala industrial, a preços baixos para aplicação residencial.




Enviado por xKuRt em 30/07/2007 às 18:55


Itens relacionados

Cientistas usam acelerador de partículas para datar vinho
Novo software reúne ressonâncias magnéticas para gerar imagens 3D
Imagens tridimensionais ganham importância no tênis
Pesquisadores brasileiros avançam na construção de laser de 1 terawatt
Equipe de pesquisadores cria algoritmo que traça ancestrais genéticos
Células solares 3D oferecem mais eficiência com tamanho e peso reduzidos
Mouse nanotecnológico tem ultra-sensibilidade
Escamas de peixe podem inspirar armadura do futuro
Cama do futuro tem internet Wi-Fi, projetor LCD e iPod
Pesquisadores norte-americanos desenvolvem paciente virtual 4D

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Domingo, 14 de Fevereiro de 2016




Leitura recomendada

Linux - Controles de Redes

Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Programação Neurolinguística Para Leigos


Capa do livro
Análise das Estruturas: Métodos das Forças e Métodos dos Deslocamentos 2ªEd


Capa do livro
Introdução à Programação com Python - Algoritmos e Lógica de Programação para Iniciantes





Hostnet

IMD