CGI.br propõe anteprojeto de lei anti-spam à Frente Parlamentar de TI


Autor/fonte: Daniela Braun, editora do IDG Now!
E-mail/Url: http://idgnow.uol.com.br/internet/2007/07/11/idgnoticia.2007-07-11.717...
Tags: [ spam ]



Digg del.icio.us

11 de julho de 2007 às 17h03

Nas próximas semanas, o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) pretende entregar um anteprojeto de lei anti-spam ao deputado Júlio Semeghini (PSDB-SP), líder da Frente Parlamentar de Informática.

"A idéia é sugerir alterações no Projeto de Lei que for entrar em votação", observa Henrique Faulhaber, conselheiro do CGI.br e coordenador da CT-Spam, que realizou um estudo sobre a regulamentação jurídica do spam no País, em conjunto com a Fundação Getúlio Vargas no Rio de Janeiro.

Entre os projetos de lei anti-spam mais avançados está o PL 2186/03, que tem como relator o deputado Nelson Proença (PPS-RS), foi aprovado pela Comissão de Ciência e Tecnologia e está pronto para entrar na pauta de votação da Câmara.

A adoção do 'soft opt-in' é uma das principais propostas do anteprojeto. Na prática, o opt-in estabelece que o internauta somente receba as mensagens que autorizou previamente. O termo 'soft' compreenderia, segundo Faulhaber, contatos por telefone ou trocas de cartões de visitas. Já o opt-out, que foi adotado pela lei anti-spam norte-americana, prevê que o usuário solicite o descadastramento dos e-mails indesejados.

"Na prática, a legislação norte-americana quase que legitimou o envio de spam. Se a pessoa recebe uma mensagem e opta por não recebê-la, o remetente simplesmente modifica a mensagem", avalia o coordenador da CT-Spam.

Composto por nove artigos, o anteprojeto determina, por exemplo, que o spam não se configura apenas por mensagens de e-mail, mas por VoIP, celular e comunicadores instantâneos.

A proposta determina que associações de defesa do consumidor possam mover ações coletivas contra spammers na justiça, enquanto o sétimo artigo qualifica a indenização que pode ser exigida pelas vítimas de spam.




Enviado por xKuRt em 12/07/2007 às 22:43


Itens relacionados

Twitter cria regras para combater spam
Aplicações de entretenimento dobram spam em redes sociais
Quase 90% dos e-mails recebidos pelas empresas são spam
Brasil liderou emissão de spam na América Latina no 2º semestre de 2006
Por que os spammers atacaram mais em agosto?
Botnet Storm ajudou a manter volume alto de spams durante 2007
Brasil já é o sexto do mundo em envio de spam
Spams já representam 95% das mensagens de correio eletrônico
Spam aposta em sexo, dinhei­ro e ofensas
Spammers apostam em arquivos de MP3 para fraudar venda online de ações

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Quinta, 23 de Outubro de 2014




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Criptografia e Segurança de Redes - Princípios e Práticas


Capa do livro
PostgreSQL - Guia do Programador


Capa do livro
Excel 2010 - Domine A 110%





Hostnet

IMD