Lixo eletrônico tem substâncias perigosas para a saúde humana


Autor/fonte: Daniela Moreira, repórter do IDG Now!
E-mail/Url: http://idgnow.uol.com.br/computacao_pessoal/2007/04/26/idgnoticia.2007...
Tags: [ lixo eletrônico ]



Digg del.icio.us

26 de abril de 2007 às 07h00

Vilões silenciosos. É assim que a engenheira ambiental Fátima Souza, gerente técnica e comercial da empresa de reciclagem de resíduos químicos Suzaquim, define os componentes tóxicos presentes nos equipamentos eletrônicos e baterias, que podem pôr em risco a saúde dos seres humanos casos estes materiais não sejam descartados de forma apropriada.

“Os indivíduos envenenados por esses elementos químicos, como chumbo, mercúrio e cádmio, serão tratados pelos sintomas. Dificilmente o médico vai identificar o que causou a doença, a não ser que o índice de recorrência em uma certa região seja muito alto”, justifica a especialista.

A contaminação por estes elementos pode se pelo contato direto, no caso de pessoas que manipulam diretamente as placas eletrônicas e outros componentes perigosos dos eletrônicos nos lixões a céu aberto, comuns em certos locais da Ásia e da África, principalmente.

Mas também pode acontecer de forma acidental. Quando um eletrônico é jogado em lixo comum e vai para em um aterro sanitário, há grandes possibilidades de que os componentes tóxicos contaminem o solo e cheguem até os lençóis freáticos, afetando também a água, segundo a especialista. “Essa água pode ser usada para irrigação, para dar de beber ao gado e dessa forma, seja pela carne ou pelos alimentos, esses elementos podem chegar até o homem”, complementa ela.

Embora os fabricantes estejam sendo pressionados a eliminar ou pelo menos reduzir o uso destes componentes nos produtos, os equipamentos mais antigos, que estão indo parar no lixo hoje, contém muitas destas substâncias.

Os danos causados pelos componentes tóxicos são diversos. Confira as principais doenças que podem ser causadas pelos elementos mais comuns encontrados nos eletrônicos que usamos no dia-a-dia:

Chumbo

Causa danos ao sistema nervoso e sanguíneo. Onde é usado: Computador, celular, televisão.

Mercúrio

Causa danos cerebrais e ao fígado. Onde é usado: Computador, monitor e TV de tela plana.

Cádmio

Causa envenenamento, danos aos ossos, rins e pulmões. Onde é usado: Computador, monitores de tubo antigos, baterias de laptops.

Arsênico

Causa doenças de pele, prejudica o sistema nervoso e pode causar câncer no pulmão. Onde é usado: Celular.

Belírio

Causa câncer no pulmão. Onde é usado: Computador, celular.

Retardantes de chamas (BRT)

Causam desordens hormonais, nervosas e reprodutivas. Onde é usado: Diversos componentes eletrônicos, para prevenir incêndios.

PVC

Se queimado e inalado, pode causar problemas respiratórios. Onde é usado: Em fios, para isolar corrente.

Fontes: Greepeace e eWaste Guide




Enviado por xKuRt em 29/04/2007 às 19:39


Itens relacionados

Por que os grupos de ambientalistas estão errados sobre o "e-desperdício"
ONU forma aliança para reciclar aparelhos eletrônicos
Lixo eletrônico mundial cabe em trem capaz de dar a volta ao mundo
Saiba onde descartar ou para quem doar seu eletrônico com responsabilidade
São Paulo terá projeto para lixo eletrônico
Consumidores dos EUA ainda hesitam em reciclar eletrônicos
Descarte de lixo eletrônico chega a 50 milhões anuais
USP realiza treinamento gratuito em gestão do lixo eletrônico
Programa amplia reciclagem de PCs no país
USP tem apoio do MIT para reciclagem de computadores

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Sábado, 30 de Agosto de 2014




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Guia para Projetar Ux


Capa do livro
PHP Programando com Orientação a Objetos


Capa do livro
Exame de Redes com NMAP





Hostnet

IMD