Mudanças na internet vão permitir capacidade "quase infinita" de conexões


Autor/fonte: Agência Brasil
Tags: [ internet ] [ brasil ]



Digg del.icio.us

O crescimento exponencial de equipamentos conectados à internet levou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) a adotar uma medida similar à feita em linhas telefônicas. Assim como foi necessário acrescentar um dígito nos números de telefone para atender ao crescimento da demanda, os endereços de protocolo chamados IPv4 – número de identificação que permite a conexão dos equipamentos à internet – já estão dando lugar a uma nova versão com capacidade “quase infinitamente maior”: o IPv6.

“É uma quantidade tão absurda de IPs possíveis, que daria para colocar um endereço em cada grão de areia existente na Terra”, explica o superintendente de Planejamento e Regulamentação da Anatel, José Alexandre Bicalho.

Responsável pela coordenação da transição das tecnologias, o superintendente explica que os 340 undecilhões (o equivalente a 36 zeros após o 340) de endereços possíveis a partir do novo protocolo vai permitir que cada habitante do planeta tenha 48x10 elevado a 18ª potência de equipamentos conectados. "É muito improvável que, algum dia, esse número se esgote", disse ele. A solução para a ampliação dos IPs é semelhante à adotada para aumentar o número de linhas telefônicas, com o acréscimo de um dígito ao prefixo da linha. Só que, no caso da internet, são vários números a mais.

“A diferença é que, no caso da transição desses IPs, isso não é feito de forma tão simples – e não pode ser feito de forma abrupta – por causa da complexidade das redes e da quantidade de dados colocada nela”, disse Bicalho. Segundo ele, as mudanças vão passar praticamente imperceptíveis para os usuários, com apenas algumas atualizações de softwares. “Não é necessário fazer absolutamente nada, até porque essa alteração já vem sendo feita, uma vez que o IPv4 já se esgotou e só funciona por meio de soluções paliativas.”

Há pelo menos dois anos, novos equipamentos já são vendidos com a tecnologia atualizada. Além disso, novos usuários também acessam a rede com IPv6. De acordo com a Anatel, haverá um período de convivência entre os dois protocolos e ainda não está definido quando o IPv4 deixará de ser usado.

“A migração será completa, mas provavelmente o IPv4 permanecerá por vários anos convivendo simultaneamente. Falamos em um prazo de quatro anos, mas ele certamente será estendido. As operadoras, inclusive, já solicitaram prazos maiores para localidades com menos usuários, principalmente no interior do país”, disse o superintendente da Anatel.




Enviado por xKuRt em 20/03/2015 às 19:46


Itens relacionados

Brasil cai em ranking de países conectados globalmente
Uma em cada cinco casas brasileiras tinha acesso à internet em 2007
Brasil quer ser mais participativo em normas de TI na ISO
Google oferece Wi-Fi grátis no Brasil durante o verão
Brasil e Portugal querem ampliar parcerias nas áreas de software e tecnologia da informação
Dez anos depois, telefone perde limites geográficos no Brasil
Brasil investiu quase US$ 20 bilhões em tecnologia em 2007, diz IDC
Brasil cai para 59ª no ranking tecnológico mundial
IBM inaugura centro tecnológico no Brasil
Pesquisadores da UFMG lançam observatório virtual da Copa

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Quarta, 22 de Fevereiro de 2017




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Java Simplificado


Capa do livro
Microsoft SQL Server 2012 Express: Guia Prático e Interativo


Capa do livro
Editor Vi - Guia De Consulta Rapida





Hostnet

IMD