Usabilidade no e-mail marketing


Autor/fonte: Juliana Padron
E-mail/Url: http://www.virtualtarget.com.br
Tags: [ e-mail marketing ]



Digg del.icio.us

Em seu dia-a-dia e cada qual com seus diferentes níveis de aprendizado, os usuários de Internet interagem com sites corporativos, multimídias, extranets, e-mails etc. As interfaces destes sistemas têm suas próprias particularidades e objetivos, porém, todas elas devem ter como foco principal proporcionar ao usuário uma experiência agradável de interação, de forma ágil, rápida e intuitiva, sem lhe causar transtornos ou perda de tempo. Da mesma forma, as mensagens de e-mail marketing deveriam constituir uma interface amigável ao usuário e seguir certos conceitos de usabilidade para lhe proporcionar benefícios durante a interação.

Se, por um lado, usabilidade é a facilidade com que determinada interface pode ser utilizada pelo usuário, por outro, este usuário não acha nada fácil separar os e-mails úteis dos inúteis em sua caixa postal diariamente. Isso quer dizer que a grande maioria dos e-mails enviados não está dentro dos padrões recomendados de usabilidade. Geralmente, são e-mails comerciais que, ao invés de proporcionar aquela boa experiência ao destinatário, só fazem com que ele experimente medo, frustrações e falhas.

A interação com a mensagem de e-mail ocorre antes mesmo de abri-la, pois o destinatário localiza, antes, o remetente e o assunto, que são fatores determinantes para a abertura da mensagem. O Remetente deve apresentar uma informação honesta e rápida de identificar. O mesmo para o assunto, que deve ser relevante para o destinatário, sem enfeites de caracteres especiais e, preferencialmente, otimizados com até 23 caracteres, para que sejam exibidos por inteiro no espaço disponível dos principais clientes de e-mail.

Projetar a interface de um e-mail marketing eficiente não é o mesmo que projetar a página de um website. Cada uma destas mídias possui seus próprios objetivos e formas de interação com o usuário. Além disso, a leitura de uma mensagem de e-mail é diferente da leitura de uma página da web, e este fator faz com que toda a diagramação do conteúdo seja pensada exclusivamente para leitura no e-mail, geralmente instantânea e num espaço reduzido.

Aqui, começamos a falar dos elementos de IHC, Interação Humano-Computador, aplicados ao e-mail marketing. Ícones, fontes, cores, imagens e todos os demais componentes da mensagem devem ser pensados para que o e-mail seja acessível a todos: usuários que utilizam diferentes resoluções, cores de tela, clientes de e-mail e sistemas operacionais, portadores de deficiências visuais e motoras, etc. Isso, aliado ao fato de que o e-mail marketing deve transmitir a mensagem e efetuar a conversão.

No design de um e-mail marketing, considere que menos é mais. Mantenha a simplicidade sem perder a originalidade e propicie uma visualização agradável para a informação principal. Essa recomendação vale, especialmente, para a inserção de imagens no template, de modo a não sobrecarregar o tamanho final do código. Isso inclui o logotipo do remetente, que não deve ser gigante com o propósito de identificação da marca. Para isso, inclua esta imagem (pequena) no canto superior esquerdo do template, que é o primeiro lugar visualizado pelo destinatário.

Para que a leitura seja facilitada, trabalhe com espaços em branco generosos entre os parágrafos e entrelinhas razoáveis. Textos muito “apertados” são difíceis de enxergar e cansam a leitura em pouco tempo. O tamanho da entrelinha e dos espaços em branco entre parágrafos estão condicionados ao tipo e tamanho de fonte escolhida. Não use fontes pequenas demais (inferiores a 10pt) com a desculpa de poder aproveitar o espaço disponível: pior do que ler pouca coisa, é não ler nada. Na dúvida, fique com o tamanho maior.

Com a consolidação do e-mail marketing como meio de comunicação e com suas particularidades técnicas, surge um momento vital e estratégico para os designers de interface, especialistas em usabilidade, que encontram no e-mail marketing mais um serviço para oferecer a seus clientes e mais um nicho de mercado a explorar, com diversas oportunidades de negócios. Mas isso é assunto para outro artigo...




Enviado por xKuRt em 04/05/2009 às 09:05


Itens relacionados

Seis dicas para fazer e-mail marketing sem cometer erros
Boas práticas do e-mail marketing são bem simples
E-mail marketing e o impacto na marca
A prática do formulário vale para o e-mail marketing?
A escolha do assunto no e-mail marketing
E-mail marketing: O que vem por aí?
O mailing opt-in também precisa de higienização
Converta o e-mail marketing em vendas
E-mails transacionais - Faça o e-mail trabalhar para você
Dicas para fomentar seu e-mail marketing

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Quinta, 28 de Agosto de 2014




Leitura recomendada

Primavera Enterprise 6

Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
PostgreSQL - Guia do Programador


Capa do livro
Objetos, Abstração, Estrutura de Dados e Projetos Usando Java


Capa do livro
Comandos do Linux - Guia de Consulta Rápida





Hostnet

IMD