O que é VRML?


Autor/fonte: CriarWeb.com
E-mail/Url: http://www.criarweb.com/artigos/206.php
Tags: [ introdução ]



Digg del.icio.us

O Virtual Reality Modeling Language é uma linguagem de modelado de mundos virtuais em três dimensões. Assim como o HTML nos serve para planejar páginas web, VRML serve para criar mundos em três dimensões aos que acessam utilizando nosso navegador, assim como se visitássemos uma página web qualquer, com a vantagem de que nossas visitas não se limitam a ver um simples texto e fotografias, e sim, nos permite ver todo tipo de objetos e construções em 3D pelo qual podemos navegar ou interagir.

Este modo de visitar sites na Internet é muito mais avançado e possui grandes vantagens. Para começar a navegação se desenvolve de uma maneira muito mais intuitiva, dado que a forma de agir dentro do mundo virtual é similar à da vida real. Podemos nos mover em todas as direções, não só esquerda e direita, mas também para frente, para trás para cima e para baixo. Podemos lidar com os objetos como na própria vida, tocá-los, arrastá-los, etc. e em geral, tudo o que se possa imaginar. Também os cenários são muito mais reais, pensemos em um exemplo como poderia ser uma biblioteca virtual. Nela poderíamos andar por cada uma das salas, pegar determinados livros e os ler.

Com o tempo, o acesso à Internet se converterá em uma experiência muito mais perto da qual realizamos na vida e as visitas aos lugares retratados na Rede serão muito mais reais. Entretanto, atualmente VRML apresenta muitas limitações com respeito a suas potencialidades, que irão cobrindo com a chegada de máquinas mais potentes e periféricos avançados para a realidade virtual como podem ser as luvas ou os fones.

Um pouco de história

O VRML surgiu na primavera de 1994, durante uma reunião convocada por Tim Berners-Lee e Dave Ragget para tratar de aproximar os desenvolvimentos da realidade virtual a Internet. Nesta reunião, os assistentes chegaram a conclusão que tinham que desenvolver uma linguagem comum para a descrição dos mundos em 3D.

Deste modo, na Primeira Conferência Mundial da WWW em Genebra foi aprovado o desenvolvimento de uma nova linguagem que permitisse criar mundos em três dimensões aos que poderiam acessar pela World Wide Web.

Com o tempo se desenvolveu a linguagem dentro de vários requisitos: que fosse adaptável à rede, que não tivesse como requisito uma linha de alta velocidade (banda larga elevada), que fosse multiplataforma, etc.

Materiais necessários

Os materiais necessários para começar com VRML são poucos, e possivelmente já tenhamos, sem sabê-lo, todos os ingredientes para introduzirmos no desenvolvimento e edição de mundos virtuais. Estes são:

  • Um editor de textos simples. O Bloco de notas é ideal. Também vale qualquer outro editor em modo ASCII. E também podemos utilizar editores especializados como o VRML PAD;
  • Um visualizador VRML para ver os resultados, que se instala no navegador como qualquer outro plug-in. Possivelmente seu navegador já está preparado para ver os mundos em VRML, e se não, tem que instalá-lo. Um visualizador muito conhecido é o Cosmo Player.


Exemplo de VRML

O arquivo que contém o código VRML é um arquivo de texto. Este deverá ser salvo com extensão .wrl para ser reconhecido pelo navegador como arquivo fonte de um mundo virtual.

Para sua posterior visualização simplesmente haverá que abrir com o navegador. Se nosso visualizador se encontra corretamente instalado se encarregará de mostrar o mundo e poderemos interagir com ele.




Enviado por xKuRt em 28/01/2009 às 10:25


Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Sexta, 25 de Julho de 2014




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Segurança em Redes - Fundamentos


Capa do livro
Fundamentos da Ciência da Computação


Capa do livro
Engenharia de Software - Qualidade e Produtividade com Tecnologia





Hostnet

IMD