"Rei do spam" é indiciado por fraude acionária nos EUA


Autor/fonte: Reuters
E-mail/Url: http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/reuters/2008/01/04/ult3949u2968.jh...
Tags: [ spam ] [ eua ]



Digg del.icio.us

04/01/2008 - 15h26

Um júri federal em Detroit indiciou um homem de Michigan apelidado de "rei do spam" e outras 10 pessoas por um esquema ilegal de fraude de ações e envio de e-mails, informou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos na quinta-feira.

São 41 acusações contra Alan Ralsky, de 52 anos e residente de West Bloomfield, Michigan, seu genro e outras nove pessoas por administrar uma operação ilegal de envio de e-mails para arquitetar uma fraude acionária.

"As acusações procuram nocautear uma das maiores operações de fraude e spam ilegais no país, um esquema internacional para fazer dinheiro em cima de manipulação de preço de ações através de promoções ilegais com e-mails", afirmou o procurador Stephen Murphy em comunicado.

Na operação, o grupo enviou diversos e-mails recomendando ações chinesas de baixo preço e giro fraco, para assim elevar seu preço em bolsa e obter benefícios vendendo as ações a preços artificialmente inflacionados, de acordo com comunicado.

O Detroit Free Press afirmou que os procuradores descreveram Ralsky como um dos "spammers" (pessoas que enviam e-mails em massa) mais ativos nos Estados Unidos.

De acordo com o documento do processo, o grupo de Ralsky usou vários métodos ilegais para maximizar a quantidade de e-mails que conseguiram burlar os bloqueios anti-spam.

A acusação ocorre após uma investigação de três anos. Os investigadores estimam que os acusados ganharam 3 milhões de dólares somente no verão de 2005 com suas atividades ilegais via e-mail.

Três pessoas foram presas, incluindo o genro de Ralsky, Scott Bradley, e How Wai John Hui, um homem com nacionalidade chinesa e canadense. Os outros, incluindo um russo, ainda estão sendo procurados.

"O senhor Ralsky pretende se defender das acusações, que vêm sob um novo estatuto federal que ainda não foi interpretado pelos tribunais", afirmou o advogado de Ralsky, Phillip Kushner.




Enviado por xKuRt em 04/01/2008 às 16:41


Itens relacionados

Pirata virtual é condenado à prisão nos EUA por passar trote para o 911
Brasil pede explicações aos Estados Unidos sobre espionagem eletrônica
Agências governamentais dos EUA ainda possuem falhas na proteção de seus dados
Volume de spam atinge 76,1%
EUA espionaram cerca de 56 mil e-mails de cidadãos sem ligação com terrorismo
Spammers contrários à Geórgia iniciam construção de nova rede bot
Participação de empresas em espionagem de dados de brasileiros seria crime, diz ministro
Perdas com cibercrimes superam US$ 240 milhões nos EUA
NIC.br: 20% dos internautas brasilieros dizem que gostam de receber spams
"Ataque dos EUA ao Irã" é isca para novo vírus

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Sexta, 30 de Janeiro de 2015




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Windows Server 2008 - Administração de Redes


Capa do livro
SOA: Modelagem, Análise e Design


Capa do livro
Fundamentos de Informática - Eletrônica Básica para Computação





Hostnet

IMD