SEC suspende empresas por spam relacionado a ações


Autor/fonte: Grant Gross, repórter do IDG News Service, em Washington
E-mail/Url: http://computerworld.uol.com.br/seguranca/2007/10/05/idgnoticia.2007-1...
Tags: [ spam ]



Digg del.icio.us

05 de outubro de 2007 - 07h40

A Securities and Exchange Comission dos Estados Unidos (órgão equivalente à CVM no Brasil) suspendeu a venda de ações de três companhias que não teriam fornecido dados suficientes sobre os seus negócios ao público, tornando-se suscetíveis a spams envolvendo scams relativos a ações.

Nesta quinta-feira (04/10), a SEC suspendeu a comercializações de papéis da Alliance Transcription Services Inc. (listada sob a sigla ATSS), Prime Petroleum Group Inc. (PPGU), e a T.W. Christian Inc. (TWCI). A suspensão será valida por dez dias, segundo comunicado da SEC.

As empresas eram conhecidas como Strategy X Inc., Pinnacle Development Inc. e Xraymedia Inc., respectivamente. Elas alteraram seus nomes em 14 de agosto com o propósito de criar outras empresas. As companhias estariam suscetíveis a promoções de suas ações porque elas declaram indevidamente seus bens, condição financeira atual e definições sobre o seguro de suas ações.

A suspensão da comercializações de ações é parte de uma iniciativa antispam lançada em março pela SEC exatamente para evitar scams de ações. Desde então, as reclamações referentes a spams feitas ao centro de queixas online da SEC caíram significativamente.

A SEC reduziu as reclamações de 167 mil, em fevereiro, para 68 mil, em setembro. "A SEC está agindo agressivamente contra o spam no mercado de ações, que vêm enchendo nossas caixas e mensagens eletrônicas já há algum tempo", afirma Christopher Cox, presidente da SEC. "Uma queda de 30% no volume de spams financeiros significa que menos investidores estão sendo enganados", diz ele.

No último mês de julho, a SEC processou dois homens do Texas por "seqüestrarem" computadores nos Estados Unidos para disparar milhões de e-mails e roubar mais de 4,6 milhões de dólares de investidores. Em março, a comissão suspendeu 35 empresas acusadas de se beneficiar de campanhas via e-mail para elevar o valor de suas ações.




Enviado por xKuRt em 06/10/2007 às 19:37


Itens relacionados

Usuários de e-mail querem mais controle sobre caixas postais
Spyware "inteligente" anexa automaticamente spams a mensagens eletrônicas
Brasil é o segundo país que mais recebe spams no mundo, diz McAfee
Brasil já é o quarto no envio de spam
Homem acusado de enviar 1,5 milhão de spams pode ficar três anos preso
NIC.br: 20% dos internautas brasilieros dizem que gostam de receber spams
Prévias das eleições americanas viram golpe de spammers
Site oferece serviço de spam em blogs
Brasil é o 2º país que mais gera spam, diz empresa
Spam dedicado a inflar ações explode em 2006

Listar todos itens relacionados

Avaliação

Esta publicação ainda não foi avaliada!


Avaliar:


A avaliação de publicações é restrita a membros cadastrados e logados no nosso site.



Comentários

Este artigo ainda não foi comentado ou o(s) comentário(s) que foi(ram) enviado(s) a ele ainda não foi(ram) publicado(s).


Envio de comentário:




  

Sábado, 01 de Novembro de 2014




Top 5 membros

Últimos membros online

Últimos membros cadastrados



Capa do livro
Linguagem C na Prática


Capa do livro
Como Detectar Invasão em Rede: Um Guia para Analistas


Capa do livro
Informática FGV





Hostnet

IMD